sexta-feira, 4 de setembro de 2009

CRACKUDO: de VACILÃO a MORTO-VIVO.

(*Archimedes Marques)

“Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco.” (Edmund Burke)

Em mais de 24 anos de atuação Policial pensava eu já ter visto de tudo relacionado às drogas. Ledo engano!... Com a chegada e disseminação do crack constatei que as outras drogas são bem menos trágicas que essa que tem um verdadeiro teor devastador e aniquilador em todos os seus sentidos.

Clique aqui e saiba mais

Nenhum comentário: